Os tipos de perda auditiva

Você sofre com perda auditiva, ou tem casos na família e busca se informar?
É importantíssimo entender problemas de saúde para saber como remediá-los ou evitá-los. Por isso, é fundamental que você conheça os tipos de perda auditiva.

Afinal de contas, cada situação pode levar a um quadro diferente de perda auditiva, e, por isso, é importante entender como funciona cada um deles.

Conheça os tipos de perda auditiva

1. Perda Auditiva Sensorioneural

A perda auditiva sensorionaural se dá quando as células sensoriais do corpo chamadas ciliadas param de responder a estímulos auditivos. Essa perda costuma ser permanente, e pode impedir uma pessoa de escutar apenas certas frequências, o que conhecemos como surdez parcial, ou pode causar perda auditiva de leve a profunda.

A perda auditiva sensorioneural, seja leve, moderada ou severa, pode ser tratada com aparelhos auditivos reguláveis. Apenas a perda auditiva profunda exige o transplante da região onde habitam as células ciliadas, a cóclea.

2. Perda Auditiva Neural

Enquanto a perda auditiva sensorioneural afeta as células da cóclea, a perda auditiva neural, como o nome dá a entender, afeta o nervo que conecta toda a nossa estrutura auditiva ao cérebro.

Normalmente a perda auditiva neural é profunda ou total, e permanente. Infelizmente, nesse caso, aparelhos auditivos e transplantes não podem ajudar o paciente, uma vez que eles substituem as células transmissoras, e não o nervo.

3. Perda Auditiva Mista

Como se pode imaginar, a perda auditiva mista, por fim, é uma combinação dos dois fatores: tanto as células receptoras quanto o nervo condutor não têm as reações que deveriam ao estímulo auditivo. É por isso que, para entendê-la adequadamente, é preciso que você conheça os tipos de perda auditiva que apresentamos anteriormente.

Dependendo do desenvolvimento do caso, é possível remediá-lo com aparelhos auditivos, implantes, cirurgia e até mesmo medicamentos, tudo depende do dano causado e do fator que impede a reação dos nervos e células ao estímulo sonoro.

É importante que você conheça os tipos de perda auditiva para que entenda que cada caso tem aplicações e tratamentos diferentes. Enquanto a perda auditiva neural, por exemplo, pode ser remediada apenas com cirurgia em alguns casos, em outros, um aparelho auditivo pode garantir a captação melhor do áudio, de forma que o nervo, mesmo danificado, consiga transmitir informação.

Enquanto isso, perdas sensorioneurais ou mistas podem ser inclusive temporárias, ou podem ser remediadas com transplantes.

Para que você entenda os tipos de perda auditiva aos quais pode estar sujeito, ou onde se aplica seu caso, é importante agendar uma consulta médica com um otorrinolaringologista qualificado, que conheça os tipos de perda auditiva e seja capaz de identificar o seu caso e te indicar o melhor tratamento.

Além disso, é o otorrinolaringologista que irá te acompanhar no momento de ajustar seu aparelho, fazer a manutenção e garantir a qualidade de sua audição ao longo dos anos, portanto, é fundamental que você examine, juntamente com o profissional adequado, seus ouvidos regularmente, especialmente se tem casos na família.

—————————————————

Visite uma de nossas lojas ou solicite um atendimento domiciliar e um teste gratuito de 7 dias com seu aparelho Hansaton.

Parcele seu aparelho auditivo em até 36x no boleto.

Ligue 0800 725 8333 ou WhatsApp (51) 99557-3373

🏬 Em Porto Alegre/RS na Rua 24 de Outubro, nº 79
🏬 Em Florianópolis/SC na Rua Bocaiúva, 2468 – (Beiramar Shopping) 6º andar (L4) Sala 14B
🏬 Em Blumenau/SC na Rua XV de Novembro, 789